Obras de pavimentação das vias do centro iniciaram nesta segunda-feira (20)


Aprovado pela Câmara de Vereadores de Butiá em 2019 em sessão polêmica, as obras prometem revolucionar a infraestrutura do município, após a autorização para o município contrair um empréstimo de R$ 12 milhões, com quatro anos de carência, para ser pago em até 20 anos, com juros que totalizarão aproximadamente R$ 26 milhões.


O Butiá Mais, nome dado ao projeto de revitalização elaborado pela Prefeitura Municipal é composto por 21 obras, divididas em sete etapas. As primeiras frentes de trabalho de recapeamento e reestruturação das calçadas serão nas avenidas Piratini, Leandro de Almeida, além das travessas que ligam as duas principais e a Rua do Comércio. Na revitalização, as obras estarão concentradas na Praça Dr. Roberto Cardoso, Centro e Lazer Manoel Braga e o calçadão da popular “boca maldita”.


A primeira etapa das obras aprovadas pelo Ministério de Desenvolvimento Regional foi de R$ 3.317.400, via financiamento federal, através do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Esse valor, que se soma aos R$ 174.600, de contrapartida do Poder Executivo Municipal, será utilizado nas melhorias do “coração” da cidade. A responsável pela execução dos projetos é a empresa Dobil Engenharia.


De acordo com o prefeito Daniel Almeida, o Butiá Mais representa diversos avanços para a cidade, como mobilidade, acessibilidade, lazer e qualidade de vida. Porém, Almeida explica que o projeto também visa o futuro do município, sendo fundamental para o desenvolvimento.


Das melhorias que iniciam na segunda-feira, ainda estão previstas as pavimentações de 14 ruas, localizadas em bairros, a modernização da iluminação no acesso principal, criação e revitalização de espaços de lazer, inclusive em pontos históricos.