Conheça todos os tipos de atendimento do CBV de Butiá e Minas do Leão


Bombeiros Voluntários seguem plantão especial para atender a comunidade durante as festividades de final de ano

Além do combate a incêndios e resgate em acidentes, os atendimentos do Corpo de Bombeiros Voluntários de Butiá e Minas do Leão, englobam outras áreas, que tem se intensificando com o verão e os feriadões de Natal e Ano Novo.

Segundo Cristina Lopes, Presidente interina do CBVB, a maior incidência de ocorrências na última semana foi de pessoas solicitando ajuda para recolher gambás.

- Nós fazemos a retirada do animal, e recolocamos na natureza. Em caso de filhotes, eles passam um tempo sendo alimentados com frutas em um lugar próprio em minha casa, para que se fortaleçam e cresçam antes de recolocarmos em áreas naturais, contou Cristina.

O CBV também atua na remoção de animais peçonhentos, como cobras, que sempre aparecem dentro de galpões e residências nesta época do ano, principalmente nas mais afastadas do centro da cidade.


Ainda sobre os gambás, Cristina contou que em sua maioria as pessoas ao se depararem com o animal sentem medo, embora o animal não faça nenhum mal, pelo contrário, auxiliam no combate a cobras e animais peçonhentos no pátio.

Presentes na cidade há 10 anos, completos no dia 18 de dezembro, os Bombeiros Voluntários estão prontos 24h, para atender qualquer chamado em Butiá, Minas do Leão, Zona Rural e BR-290, sem ninguém receber salário para isso.

Com uma equipe especializada pra prestar os primeiros socorros em casos de acidente, e para combater incêndio, o CBV conta com 19 voluntários de Butiá, Arroio dos Ratos, Pantano Grande, Rio Pardo e Itapuã.

A entidade sobrevive apenas da ajuda da comunidade nos pedágios e, de algumas empresas do município.