#Pandemia: Passaporte de vacinação será obrigatório no RS

Já foi anunciado que a partir de segunda-feira (18) serão obrigatórios os passaportes de vacinação para acesso em: cinemas, teatros, shows, circos e demais ambientes de espetáculo; e ambientes que dispões de recepções como casamentos, festas de debutante, festas infantis ou qualquer outro evento social que seja realizado em clubes, casas de festas, casas de shows, casas noturnas, restaurantes, bares e similares.



E também para parques de diversão, temáticos, aquáticos e de aventura. No rol, também estão os parques naturais, os jardins botânicos, os zoológicos e outros atrativos turísticos similares.

Outro grupo de atividades que vão exigir o passaporte de imunização será as feiras e exposições corporativas, convenções, congressos, também serão impactadas por essa exigência.

E não ficaram de fora os ambientes de esportes como: jogos de futebol, e todos os outros ambientes de competição, como ginásios, academias e clubes que realizem disputas de qualquer esporte com público.

E tem mais, para eventos com mais de 400 pessoas e feiras com mais de 2,5 mil pessoas, também será exigido o exame negativo para covid 19.



Serão aceitos como passaporte vacinal todos os documentos emitidos pelos órgãos de saúde. Você pode acessar o aplicativo ConecteSUS. Mas também poderá apenas apresentar a Caderneta de Vacinação, ou cartão preenchido pelos vacinadores no momento da aplicação.

Dependendo da idade será exigido esquema vacinal completo ou parcial, veja:

- 40 anos ou mais: apresentar o esquema vacinal completo desde 1º de outubro.

- 30 a 39 anos: apresentar esquema vacinal com uma dose desde 1º de outubro e esquema vacinal completo a partir de 1º de novembro.

- 18 a 29 anos: apresentar esquema vacinal com uma dose desde 1º outubro e esquema vacinal completo a partir de 1º de dezembro.

A fiscalização dessas exigências ficam por conta do estado e município, em especial a Vigilância Sanitária municipal. O descumprimento das normas pode ser denunciado a Brigada Militar ou guardas municipais.